PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 87 visitantes e Nenhum membro online

Memória da Vida da Região Belém

Neste momento queremos fazer uma breve apresentação da história da nossa Região Belém. Essa história vem sendo escrita há 40 anos quando foi criada a Região Episcopal Belém.

Esta história é marcada por vários rostos, possui  muitas mãos e pés; muitos corações, é vivida em meio as alegrias e sofrimentos, sonhos e esperanças. Mas com uma certeza: somos Povo de Deus! É a história de muitas pessoas: homens e mulheres, idosos, jovens e crianças; bispos, padres, religiosas, religiosos e seminaristas que fizeram da Região Belém – lugar de vida, testemunho e missão!

dom-luiz-carlos-diasDesde já Dom Luiz Carlos, o senhor já faz parte desta história. Saiba que a Região Belém é conhecida como a Casa do Pão, a casa de irmãos, fortalecidos pelo amor e união: seguimos Jesus, querendo ser luz, aqui nesta cidade –paixão!

Somos uma parte do Povo de Deus, reunidos em 65 paróquias, 6 Áreas Pastorais, 147 comunidades eclesiais de base;  09 novas comunidades e 03 Institutos que estão organizados em 10 setores: Belém, Carrão-formosa, Conquista, Guarani, São Mateus, Sapopemba,  Vila Alpina, Vila Antonieta, Vila Prudente e Tatuapé.

Como discípulos missionários de Jesus Cristo, nossa ação evangelizadora ocorre  através das comunidades eclesiais e dos mais de 35 grupos de pastorais, movimentos, associações e organismos articulados em âmbito Regional. Essa diversidade de serviços sempre a favor de todo o povo, especialmente dos mais pobres. (e que encontram-se aqui com seus símbolos)

Nesta história fomos construindo uma identidade, traduzida num jeito próprio de ser:

1) A fé do nosso povo. Vivida e celebrada através da piedade popular, o amor a Virgem Maria e a devoção aos santos.  Nosso povo é festeiro e nossas comunidades são marcadas pela realização de tríduos, novenas, trezenas, procissões e festas dos padroeiros.

2) A participação dos leigos como sujeitos da vida e missão da Igreja. O protagonismo dos leigos e leigas sempre foi uma marca da nossa Região, a participação nos conselhos pastorais e administrativos e também à frente da coordenação de pastorais, movimentos, associações e organismos.

3) A missão permanente (o crescimento de um espírito profundamente missionário). Desde a sua origem, a Região Belém, nasceu missionária e teve grande impulso com a Operação Periferia nos anos 70 (com Dom Paulo Evaristo Arns). No passado vivemos o projeto igrejas-irmãs com a Prelazia de Itacoatiara, com a Diocese de Abaíra (BA) e o Vale do Jequitinhonha; num passado mais próximo com a Diocese de São Raimundo Nonato (Piauí). Hoje esse projeto é vivido entre as paróquias da Região. Mas estamos presentes em várias realidades: nos grupos de rua e de prédios, nas visitas missionárias aos hospitais, escolas e com presença nos cemitérios.

4) A preocupação com a formação dos agentes evangelizadores através da formação bíblica, teológica, pastoral e doutrinal presente em nossas comunidades. Os Cursos de Teologia para leigos presentes nos setores. As escolas da Fé e Cursos Bíblicos A Escola de Fé e Política e a Escola de Espiritualidade.

5) A dimensão social da nossa fé. Os trabalhos sociais realizados através de 63 entidades sociais atuando em 180 núcleos que atendem crianças, jovens, idosos, mulheres e outras categorias sociais. As pastorais sociais estão presentes e atuantes. Neste chão da Região Belém nasceu a Pastoral do Menor; a pastoral do Povo da Rua; a Pastoral da Criança; a Pastoral de Fé e Política. Sementes que foram plantadas neste chão e seus frutos se estenderam pela Arquidiocese de São Paulo e até para o Brasil.

6) O engajamento de muitas lideranças nos movimentos populares: Movimento de Moradia, Movimento de Saúde, Movimento em defesa do Favelado (MDF), os Centro de Defesa dos Direitos Humanos e dos Direitos das Crianças e Adolescentes.

7) O testemunho de muitos irmãos e irmãs:  exemplos de doação e serviço apostólico e que até hoje nos inspiram nesta caminhada na fé. Bispos como Dom Angélico Sândalo Bernardino, Dom Luciano Mendes de Almeida, Dom Décio Pereira; Religiosas como Irmã Dirce... Padres como Pe. Emir Rigon e Pe. Lauro Mazzerani. Leigos como Miralda  dos Santos e Dora (da Pastoral do Menor),  Lourival (na Pastoral da Moradia), Waldemar Rossi (na causa operária e na fé e política). Alguns... entre muitos, que deram e continuam dando a vida pelo Reino de Deus.

8) Somos um povo sacerdotal. Celebramos a fé e buscamos aprimorar a cada dia a santa liturgia através dos Cursos de Liturgia e Canto Pastoral, a preparação das equipes de liturgia para que as celebrações sejam realmente lugar de encontro com o Cristo.

9) Somos um povo criativo: já criamos a Festa de Belém, a Feira dos Excluídos, a Festa da Caridade e agora convidamos o senhor para que possamos juntos, sonhar e concretizar novos projetos de evangelização com muita criatividade.

10) Somos um grande número de agentes de pastoral: 143 padres, 20 diáconos permanentes, muitas religiosas e um grande contingente de leigos, só para ter uma ideia, aproximadamente 1500 catequistas (dos Sacramentos de Iniciação à Vida Cristã).

11) No último ano, foram 14.679 pessoas iniciadas na vida cristã através dos Sacramentos do batismo, Crisma e Eucaristia. Mas ainda temos que ir há muitos, como uma Igreja em saída, verdadeiramente missionária.

Dom Luiz Carlos, tudo isso é um pedacinho de nossa história que aos poucos o senhor vai conhecer e descobrir que a Região Belém é uma Igreja em ação transformadora da vida, sinal de unidade e amor em Deus, lugar de gente feliz e comprometida!

Como toda a Arquidiocese de São Paulo, somos uma terra de missão que deve ser assumida com amor-paixão. E é com essa história e com tudo o que temos e somos  que queremos abraçá-lo e lembrar a canção que diz: “Deus chama a gente para um momento novo” – esse é o seu momento. Vem, “entra na roda com a gente, também Voce é muito importante”.

 

Texto desenvolvido para a acolhida à D. Luiz Carlos na Região Belém

 

Fonte: Escola de Fé e Política Waldemar Rossi, reprodução em nosso site autorizada pela escola.

 

Seleções PFP ASP

Seleções da PFP ASP
Textos selecionados pelos membros e colaboradores da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo, com temáticas e autores variados. Para qualquer crítica ou sugestão, fale conosco por meio de nosso formulário de contato.