PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 172 visitantes e Nenhum membro online

Carta de Repúdio a Violência em S. Paulo

Nas últimas semanas a violência em São Paulo tem atingido níveis muito preocupantes, gerando medo e indignação na população em geral. Em encontro do Conselho Regional de Pastorais (CRP) ocorrido no último dia 27 na Região Episcopal Belém, Dom Edmar Peron, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo para a RE Belém e Bispo Responsável da Pastoral Fé e Política ASP, em conjunto com todos os presentes, redigiu um manifesto de repúdio em relação a esta grave situação:

MANIFESTO DE REPÚDIO À VIOLÊNCIA EM SÃO PAULO E SOLIDARIEDADE ÀS FAMÍLIAS VITIMADAS

"Do solo, está clamando por mim a vida do teu irmão." (Gn 4,10)


Diante de assustadora onda de ódio e violência que ora se abate sobre a querida cidade de São Paulo e se prolonga por todo nosso Estado. nós — Dom Edmar Peron, padres, religiosos e religiosas, leigos e leigas da Região Episcopal Belém reunidos em assembleia do Conselho Regional de Pastoral, manifestamos nossa irrestrita solidariedade a todas as pessoas vítimas da maldade humana que lhes tolhe o direito de viver e ter paz. Numerosos e crescentes casos de homicídios e ataques ferem e matam indiscriminadamente. Índices comprovam que os homicídios mais que dobraram nesses últimos dias. Por toda parte, ouve-se o pranto. sente-se a dor, o medo e a intranquilidade!

Choca-nos presenciar vidas e famílias inteiras destruídas pela maldade de quem, promovendo o ódio, desrespeita seu próximo e, na cegueira de seus atos injustos, atenta contra a vida do seu semelhante.

Diante deste quadro atual desolador, queremos afirmar nosso repúdio a toda e qualquer forma de violência vinda de onde vier. Como Cristãos, momentos graves como este nos fazem lembrara circunstância em que o próprio Jesus, cuja morte foi planejada e executada de maneira cruel, derramou seu sangue redentor esmo sinal demonstrativo de que a vide é dom de Deus e deve ser promovida e defendida. Ligados pela fé de que a vida é dom sagrado inegociável, ressaltamos que quem mata atenta contra Deus e sua criação, sendo que esta sua cmeldade coloca o ser humano na contramão do que Jesus faze ensinou.

Atentos aos clamores de nosso povo, apelamos, particularmente, as autoridades do Poder Público em vista de assumirem medidas urgentes, que sejam pautadas na ética e eficácia de quem conhece as responsabilidades de governar e conduzir a população pelo caminho da concórdia e pacificação dos ânimos. Não podemos nos subtrair, como Igreja de Jesus Cristo, da responsabilidade de amar nosso próximo, zelando por seus direitos e defendo-o de toda forma de maldade. Elevamos ao senhor Altíssimo nossas preces por todos os feridos e falecidos vitimados pala atual violência. Rogamos ao Senhor, ainda, que toque os corações dos promotores da violência a fim de que se convertam e vivam. Apelamos, enfim, com veemência, a que cesse imediatamente a violência e abram-se caminhos largos para paz.

Região Episcopal Belém, 27 de outubro de 2012

 

Fonte: Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo, Região Episcopal Belém ASP

Seleções PFP ASP

Seleções da PFP ASP
Textos selecionados pelos membros e colaboradores da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo, com temáticas e autores variados. Para qualquer crítica ou sugestão, fale conosco por meio de nosso formulário de contato.