PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 497 visitantes e Nenhum membro online

Participação Política

No dia 24/02/14 a Escola de Fé e Política Waldemar Rossi recebeu o arquiteto, político e cristão Francisco (Chico) Whitaker. As duas turmas foram unidas para ouvir sua experiência com parlamentar e como cidadão. Iniciou comentando a importante luta para a conquista da Lei de Iniciativa Popular contra a compra de votos - a Lei 9840, em seguida falou da recente conquista da Lei da Ficha Limpa contra a candidatura de políticos em débito com a Justiça. 

Chico resgatou que a Constituição Federal de 1988 criou o instrumento de Iniciativa Popular, por meio da própria pressão popular no Movimento da "Constituinte já" e o "Plenário pró participação popular na constituinte" com o lema: "Constituinte sem povo não constrói nada de novo".  Através de uma emenda no REgimento Interno da Constituinte houve grande contrbuição da população com emendas populares que cresceram em larga expansão. Nessa época vários movimentos de formação e ação pulsavam pelo país e pelas igrejas com a Ação Católica e a juventude na JAC, JEC, JIC, JOC e JUC. Mais de 12.000.000 de assinaturas foram colhidas. 

Atualmente mais de 10 Leis de inicaitiva popular estão em fase de coleta de assinatura (M2M, antinuclear, eleições limpas, desmatamento zero....).

Como somos prisioneiros do sistema econômico, várias dificuldades são colocadas à participação popular, mas "não fazer política é a pior forma de fazer política" (Campanha da Fraternidade 1996).

É necessário a participação - formação - ação. Com paciência e sem se iludir. Trata-se de um processo lento de transformação.

Chico destacou a importância de se motivar os idosos ao envelhecimento ativo e envolvimento com a coleta de assinaturas para essas importantes iniciativas e consequente envolvimento nas causas sociais. Agregando força aos jovens de todas as idades.

Chico abriu para o debate com as duas turmas e algumas consiferações:

  • Não mudamos nada sozinhos, temos que nos unir a muita gente.
  • A constituinte exclusiva para a Reforma Política evita o perigo de legislar em causa própria.
  • Somos desinformados/subinformados.
  • É importante recolher experiências políticas positivas em todo o mundo.

Chico indicou o livro: Os mercadores da dúvida, bem como os discursos de Pepe Mujica (Presidente do Uruguai)

  1. Discurso proferido por José “Pepe” Mujica na Rio+20

    2. O histórico discurso de Pepe Mujica na Assembléia Geral da ONU

224. Às vezes interrogo-me sobre quais são as pessoas que, no mundo atual, se preocupam realmente mais em gerar processos que construam um povo do que em obter resultados imediatos que produzam ganhos políticos fáceis, rápidos e efémeros, mas que não constroem a plenitude humana. A história julgá-los-á talvez com aquele critério enunciado por Romano Guardini: «O único padrão para avaliar justamente uma época é perguntar-se até que ponto, nela, se desenvolve e alcança uma autêntica razão de ser a plenitude da existência humana, de acordo com o caráter peculiar e as possibilidades da dita época.» (Papa Francisco Evangelli Gaudium).

 

Fonte: Escola de Fé e Poítica Waldemar Rossi, artigo enviado diretamente pela autora.

 

 

 

 

 

 

Márcia M. de Castro

Márcia M. de Castro
Márcia Mathias de Castro é fonoaudióloga, membro da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo e Coordenadora da Escola de Fé e Política Waldemar Rossi (RE Belém). Também é colaboradora da Rádio 9 de Julho (AM 1.600 KHz - SP), participou da Escola de Governo e do Movimento de Integração Campo Cidade (MICC).