PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 22 visitantes e Nenhum membro online

Poder Judiciário e o município

Em 28/09/2015 a Escola de Fé e Política Waldemar Rossi discutiu o Sistema Judiciário e o Município com assessoria de Pedro Aguerre que é da Escola de Governo e colaborador da Pastoral Fé e Política.

A mística inicial partiu do texto abaixo e foi refletida por Waldemar Rossi.

 

Justiça implica em não distinção entre as pessoas.

Não pode existir justiça só para quem tem dinheiro!

 

As dificuldades serão aplainadas porque o caminho é da justiça!

Deus acompanha quem busca a justiça!

A paz é fruto da justiça (CF 2009)!

 

Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será acrescentado!

 

Pedro Aguerre inicia comentando sua experiência na Construção da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Membro do Conselho 

 

Justiça em nível municipal

Existe apenas no Tribunal de Contas do Município.

 

Na cidade se faz a construção da justiça nas Faculdades de Direito

Como se forma o povo das faculdades de Direito?

Conseguem transformar a justiça em justa e comprometida?

Uma disciplina que não tem nos cursos de Direito? A realidade brasileira

Temos que comprometer as universidades com a justiça na ótica do povo

 

Referência

O direito dos oprimidos

Boaventura de Souza Santos

 

Prédios da Justiça espalhados pela cidade

Defensoria Pública

Ministério Público

Há outros direitos além daqueles constituídos nos livros constitucionais

Dignidade das nossas periferias

Temos que levar a justiça onde falta

 

Referência

Prof. Fábio Comparato

O judiciário no Brasil

Publicação Outras Palavras

 

A justiça se constitui no Brasil para administrar os poderes constituídos entre Barões e Poderes

eclesiásticos.

 

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional do Ministério Público

Judiciário sem participação da população

Sem transparência

 

A população tem que funcionar como contrapeso às corporações.

 

O Brasil apresentou redução da pobreza,  mas não das desigualdades.

Necessário conviver entre os diferentes, para a democracia se fortalecer.

 

Qual o papel do judiciário na garantia dos direitos?

No Brasil age de forma passiva, ou seja, quando provocado.

Não de forma proativa,  promovendo direitos

 

Corrupção na política, no judiciário, nos esportes...

Porque não tem punição?

 

Corrupção nos concursos

 

Judicializacao de tudo

 

Sonegação das grandes empresas

Não pagam impostos sobre dividendos

 Imposto dos grandes proprietários de terra (ITR) injusto

 

Justiça opera na cidade na reintegração de posse

Defesa das ciclovias

 

O Ministério Público ocupa espaço que é do executivo, o que é uma aberração.

Interfere na execução  da política pública

 

Importante denúnciar as injustiças Defensoria e na Controladoria Geral do Município

Na gestão da cidade

Patrimonialismo

Elites muito poderosas vivendo acima do bem e do mal

 

Defensoria Pública

Nasce da luta popular

Atendimento a pessoas de baixa renda

Uma construção com ainda muito a avançar

 

Fonte: Escola de Fé e Política Waldemar Rossi, artigo enviado a nosso site diretamente pela autora.

Márcia M. de Castro

Márcia M. de Castro
Márcia Mathias de Castro é fonoaudióloga, membro da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo e Coordenadora da Escola de Fé e Política Waldemar Rossi (RE Belém). Também é colaboradora da Rádio 9 de Julho (AM 1.600 KHz - SP), participou da Escola de Governo e do Movimento de Integração Campo Cidade (MICC).