PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 49 visitantes e Nenhum membro online

IRBEM - Referência de Bem-Estar no Município

Reproduzo aqui o artigo de Airton Goes da Rede Nossa São Paulo e apresento também o nosso comentário sobre o mesmo tema apresentado na Rádio 9 de Julho. Ouça o áudio no final dessa página.

Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (IRBEM) divulgados pela Rede Nossa São Paulo e FecomercioSP mostram queda na percepção dos paulistanos sobre a qualidade de vida.

Por Airton Goes, da Rede Nossa São Paulo

Os resultados da 7ª edição da pesquisa dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (IRBEM) revelam uma queda significativa na avaliação da maioria dos itens (79%) que o paulistano considera importante para sua qualidade de vida. Além disso, 89% dos itens pesquisados receberam notas abaixo da média da escala 1 a 10, que é de 5,5.

De acordo com os dados, divulgados nesta terça-feira (19/1) pela Rede Nossa São Paulo e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), foram as piores notas atribuídas pelos paulistanos em toda a série histórica da pesquisa, que é apresentada anualmente desde 2009.

A nota geral do IRBEM ficou em 4,7, sendo que as avaliações mais baixas foram nas áreas de segurança, assistência social, acessibilidade para pessoas com deficiência, desigualdade social e transparência e participação política.

Apresentados por Márcia Cavallari, CEO do Ibope Inteligência, os resultados da pesquisa revelam que caiu também a confiança dos paulistanos nas instituições. Apenas15% dos entrevistados disseram confiar na Câmara Municipal, enquanto 23% confiam no Tribunal de Contas no Município (TCM) e 24% sentem o mesmo em relação à Prefeitura de São Paulo.

Mesmo as instituições consideradas mais confiáveis pela população – Corpo de Bombeiros (85%) e Correios (80%) – tiveram quedas significativas em relação aos anos anteriores. 

Márcia Cavallari explicou que, “desde 2013, a confiança nas instituições está caindo”. Ela lembrou que em junho daquele ano ocorreram grandes manifestações públicas em todo o país, contra o aumento das passagens de ônibus e por melhoria nos serviços públicos. “Assim como visto em outras pesquisas de opinião, impera a insatisfação com as administrações públicas, independentemente da esfera [de governo] ou do espectro político-partidário”, relatou.

Na avaliação da CEO do Ibope Inteligência, “há um mau humor generalizado com a esfera pública”. Um dos dados da pesquisa que demonstram esse sentimento é o fato de 68% dos entrevistados declararem que mudariam de cidade se pudessem (patamar mais elevado desde o início da série). No ano passado, esse índice era de 57%. 

A pesquisa revela uma avaliação mais crítica sobre a qualidade de vida, além de uma maior vontade de sair da cidade”, afirmou Márcia.

Os dados apontam ainda que as pessoas que utilizaram os serviços e equipamento público nos últimos 12 meses atribuem a eles uma nota melhor que a média da escala (que é de 5,5) e com pouca diferença em relação aos levantamentos de anos anteriores.   

As áreas mais bem avaliadas da pesquisa estão relacionadas à esfera privada, como relações interpessoais e amorosas.

Confira aqui a apresentação completa a pesquisa.

Dados podem ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas 

Para o coordenador geral da Rede Nossa São Paulo, Oded Grajew, os dados da 7ª edição da pesquisa dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (IRBEM) podem ajudar a melhorar a qualidade de vida na capital paulista.

Ele destacou que os pré-candidatos a prefeito da cidade foram “insistentemente” convidados a participar do evento. “Achamos que era importante eles tomarem conhecimento dos dados.

Para Grajew, cada um dos indicadores da pesquisa representa uma ação que deve ser feita. “O que foi apresentado aqui hoje é quase um programa de governo”, argumentou.

O coordenador geral da Rede Nossa São Paulo afirmou ainda que a missão dos governos, sejam eles municipais, estaduais ou federal, é melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Nesse ano eleitoral, em que se discute mais a cidade, esperamos que esse material seja muito importante para os candidatos”, sugeriu.

Ele agradeceu as organizações parceiras da pesquisa, a FecomercioSP e o Ibope Inteligência, que se uniram para “fazer algo importante para a cidade”.

O presidente do Conselho de Desenvolvimento Local da FecomercioSP, Jorge Duarte, abriu o evento, destacando a importância de as organizações públicas e privadas realizarem estudos e pesquisas, para poderem atuar com mais eficiência. 

João Dória Junior, pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, foi o único dos convidados a participar da atividade, que também contou com a presença de José Aníbal, ex-deputado federal e ex-presidente nacional do partido. 

 

Fonte: Rede Nossa São Paulo, Rádio 9 de Julho. Artigo postado em nossas páginas diretamente pela autora.

 

Márcia M. de Castro

Márcia M. de Castro
Márcia Mathias de Castro é fonoaudióloga, membro da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo e Coordenadora da Escola de Fé e Política Waldemar Rossi (RE Belém). Também é colaboradora da Rádio 9 de Julho (AM 1.600 KHz - SP), participou da Escola de Governo e do Movimento de Integração Campo Cidade (MICC).