PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 37 visitantes e Nenhum membro online

Dai-nos o Direiro de Ser o que a Gente Quiser

E quando a gente crescer, dai–nos o direito de ser o que a gente quiser”.  Com estas palavras, um grupo de crianças encerrou a apresentação do Pai Nosso, no encontro de sábado passado, dia dezoito, na presença de Dom Milton Kenan, bispo auxiliar da Região Episcopal Brasilândia e responsável pelas Pastorais Sociais.

Estavam presentes ao encontro autoridades municipais, pastorais, movimentos, entidades, conselheiros tutelares e candidatos aos conselhos tutelares.

crianca-01A oração das crianças nos traz à responsabilidade: como cristãos somos chamados a construir vida e vida para todos.

Milhares de crianças e adolescentes paulistanos não tem a oportunidade de escolher seu destino: estão marcadas pela moradia indigna onde a família sobrevive, pela falta de creches, de escola de qualidade, pela ausência de equipamentos de cultura e lazer, pelo crime que alicia e mata.

A realidade da infância e da adolescência na cidade de São Paulo reflete a perversa distribuição de renda e a cidade excludente na qual vivemos.

Para ajudar a construir uma resposta de esperança para essas crianças e suas famílias, a Arquidiocese de São Paulo chama as paróquias para uma grande mobilização em relação aos Conselhos Tutelares.

Desde final de junho e até o dia 16 de outubro próximo, data da eleição dos novos conselheiros tutelares, movimentos, pastorais, entidades, comunidades e paróquias estão convocadas para três tarefas:

• Escolher os/as candidatos/as ao Conselho Tutelar que serão apoiados pela comunidade;

• Colaborar na campanha para a eleição dos/das candidatos/as escolhidos/as;

• Organizar o grupo que se responsabilizará por acompanhar e colaborar com o cotidiano do Conselho Tutelar, motivando a comunidade para uma atenção especial à defesa dos direitos das crianças e adolescentes do bairro.

Divulgue na paróquia a Carta assinada por candidatos aos conselhos tutelares, com princípios, compromissos e lutas nos quais estarão envolvidos, junto com as comunidades.

Solicite um exemplar da carta para Ivan ou Sueli, pelo telefone 3105-0722 ou pelo e eMail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  e multiplique exemplares para sua comunidade.

Lembre–se: manter viva a chama da esperança é tarefa dos que vivem o amor de Deus Pai.

FONTE: Artigo escrito por Carmen Cecília de Souza Amaral especialmente para o Programa Eleições em Notícias do dia 22/06/2011 (Rádio 9 de Julho AM 1.600 KHz - São Paulo/SP). O mesmo nos foi enviado diretamente pela autora e sua reprodução é autorizada pela Rádio 9 de Julho.

Caci Amaral

Caci Amaral
Carmem Cecília de Souza Amaral é coordenadora da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo, sendo também integrante da Rede Nossa São Paulo e do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE/SP). Para falar com Caci Amaral, utilize nosso formulário de contato.