PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 55 visitantes e Nenhum membro online

Abrir o Coração num Espírito de Solidariedade

Que as pessoas de boa vontade abram seus corações e os recebam, para que as necessidades urgentes de tantos irmãos e irmãs tenham resposta num espírito de solidariedade. São as palavras do Papa Bento XVI, para mais de cem mil pessoas que celebravam a páscoa na Praça de São Pedro, no Vaticano. Grave estas palavras no coração e na mente. Rememore a frase durante esta semana pascal. Faça destas palavras um mote para o crescimento de sua fé e do seu compromisso com o reino de Deus.

direito-humano-01Que as pessoas de boa vontade abram seus corações e os recebam, para que as necessidades urgentes de tantos irmãos e irmãs tenham resposta num espírito de solidariedade. Bento XVI refere se aos milhares de africanos que, nestes dias, fogem das guerras em seus países, obrigados a deixar para trás tudo o que amavam, segundo palavras do próprio papa. No domingo de páscoa o Papa convoca os europeus, em nome da solidariedade e da compaixão, a receberem seus irmãos e irmãs africanos de coração, mente e casa, abertos.

Páscoa é a celebração da vida eterna, misteriosamente presente nos gestos de doação da própria vida, em benefício da vida do outro. A ressurreição de Jesus pede homem e mulher novos, revigorados no compromisso com o seguimento do Cristo e com a defesa da vida: Eu vim para que todos tenham vida e vida em plenitude. Muitos não pensam nas necessidades do próximo e nem mesmo nos cuidados com o planeta terra, a casa de todos, berço da vida. Muitos estão, tão somente, interessados no lucro máximo, fácil, rápido, em benefício próprio, desembaraçado de qualquer restrição social. Muitos consideram que devam sobreviver os mais aptos, os mais bem preparados, os mais competitivos, os da sua própria raça e opção sexual.

aldo-rebelo-01Neste mês de maio, a presidente Dilma, senadores e deputados federais poderão dar um generoso presente a todas as mães do Brasil e do mundo se opondo aos interesses do lucro e da morte presentes no projeto do novo código florestal, preparado pelo deputado federal paulista Aldo Rebelo, do Partido Comunista do Brasil, PC do B. Não são os pequenos agricultores que pedem a revisão do Código Florestal. Quem pede esta revisão são os grandes produtores de grãos, os grandes criadores de gado, os exploradores de madeira nobre.

Para muitos deles, é mais fácil, barato, lucrativo destruir a floresta nativa, por fogo no campo, desmatar áreas e áreas, do que plantar de forma intensiva, inteligente, moderna, usando dos recursos tecnológicos, aproveitando bem a terra já disponível, sem abrir novas frentes de destruição do cerrado e da Amazônia. Com inteligência e preocupação com o ambiente poderemos ter grãos e carne suficientes e baratos para sustentar os brasileiros e para vender no exterior.

Não devemos, não podemos, não precisamos sacrificar florestas e comunidades nativas, transformando rapidamente imensas áreas em terras improdutivas, em futuros desertos. Hoje, sabemos que é possível plantar e criar gado sem prejudicar ainda mais a variedade de vida local.

Em defesa da qualidade de vida nas cidades e no campo, hoje, amanhã e no futuro vamos pressionar a presidente e os parlamentares para que não aprovem, neste momento, o projeto do novo código florestal, possibilitando a revisão pedida por cientistas, por ambientalistas e pela Igreja, conforme manifestações da CNBB. Vamos participar das manifestações organizadas em todo o país contra a votação imediata do código florestal.

monica-01Mônica, personagem dos quadrinhos de Maurício de Souza já foi vista na imprensa brandindo seu coelhinho azul na cabeça do deputado Aldo Rebelo. Organize em sua paróquia celebrações diárias pela defesa do meio ambiente, contra a votação do código florestal da forma como está apresentado.

Realize procissões e gestos de preservação do ambiente, em locais públicos do bairro, nas escolas, junto ao comércio, convoque parceiros. A preservação da vida exige multiplicar pequenas e grandes ações. Explique o que está acontecendo, divulgue o curto e interessante vídeo sobre o tema preparado pela Fundação Boticário disponível no site WWW.sosflorestas.com.br.

Reproduza o abaixo assinado também encontrado no mesmo site exigindo dos parlamentares que não votem o novo código, antes das alterações que preservam a vida. Vamos visitar os deputados de nossas regiões e exigir deles posição em defesa da vida:

* Contra o perdão de multas para os desmatadores,

* Pela manutenção da atual metragem de mata ciliar em relação ao leito dos rios, sem redução desta metragem em função da largura do curso de água,

* Pela manutenção da proibição de desmatamento de cumes de montanhas,

* Pela obrigatoriedade de manutenção de áreas de preservação da mata, sem dispensar desta obrigação propriedades menores.


FONTE: Artigo escrito por Carmen Cecília de Souza Amaral especialmente para o Programa Eleições em Notícias do dia 27/04/2011 (Rádio 9 de Julho AM 1.600 KHz - São Paulo/SP). O mesmo nos foi enviado diretamente pela autora e sua reprodução é autorizada pela Rádio 9 de Julho.

Caci Amaral

Caci Amaral
Carmem Cecília de Souza Amaral é coordenadora da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo, sendo também integrante da Rede Nossa São Paulo e do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE/SP). Para falar com Caci Amaral, utilize nosso formulário de contato.